RSS

Arquivo mensal: janeiro 2013

Beleza e futilidade

Cada vez mais vejo gente loira, de olhos claros, de cabelos infinitamente alisados e roupas cada vez mais parecidas. E tudo isso é artificial, então me pergunto por quê?
Não que queira todo mundo feio e bagunçado, mas acho possível diversidade e beleza coexistirem.
Nesse momento tem dez mulheres no meu campo de visão (estou escrevendo no trem) e delas, sete estão usando chapinha e três estão loiras. Somente duas tem o cabelo naturalmente mais liso e uma o tem encaracolado.
O pessoal se esforça muito para ser mais um, e me pergunto o porquê disso (e não, meu cabelo de cotonete gigante não é motivo de indignação para mim). Tipo, todo mundo poderia ter um estilo mais próprio, características mais pessoais para ter algo diferente além do rosto, já que os cabelos vieram do mesmo modelo, seja de uma revista ou novela, é tudo a mesma coisa.
Temos pessoas se preocupando cada vez mais com isso, e é terrível não só porque é algo superficial, e sim porque mostra que o povo está concentrado nas coisas erradas.
Volta e meia vejo gente descolorindo os pelos dos braços, e acho isso bizarro. A maioria das pessoas que fazem isso não tem a pele muito clara e ficam parecidas com um mico Leão Dourado.
Outra coisa comum é ver gente usando lente para mudar a cor dos olhos, e é claro que também tem quem faça plásticas. Muita gente fazendo plástica quando tem dinheiro porque é isso que os famosos fazem. Mas não se esqueçam que se você hoje tem um nariz lindo mas antes disso tinha um nariz de batata, seus filhos herdarão a batata, não o nariz lindo e artificial.
Modificação do corpo, tatuagens e coisas parecidas são personalização. Embora não sejam permanentes (geneticamente), raramente são algo feito para imitar alguém, é um toque de personalidade, por isso não vejo problema algum nelas.
Também temos a questão do peso. Vejo gente fazendo um drama absurdo por estar três quilos acima do peso desejado. Gente, três quilos não são quase nada e certamente não serão a causa de seu enfarto. Dez quilos ou mais começam a afetar suas formas e saúde de modo preocupante.
Me impressiona é a falta de bom senso para as pessoas saberem que estão desesperadas por algo completamente fútil.

Anúncios
 
1 comentário

Publicado por em janeiro 29, 2013 em comportamento, pensamentos, sociedade

 

Tags: ,